Sobre o Pinakes

Na antiguidade, “Pinakes” refere-se a um catálogo criado por Callimachus, um poeta e bibliotecário grego, para a Biblioteca de Alexandria. Esse catálogo, conhecido como “Pinakes”, visava listar todas as obras importantes da biblioteca.

Em referência à Callimachus, o Projeto Pinakes tem como objetivo a reestruturação dos serviços bibliográficos tradicionais oferecidos pelo Ibict, que incluem o Catálogo Coletivo Nacional de Publicações Seriadas (CCN), o Bibliodata e o Programa de Comutação Bibliográfica (Comut).

Os fundamentos do Projeto Pinakes englobam a reestruturação conceitual e tecnológica do CCN, Bibliodata e Comut, além do desenvolvimento do Catálogo Integrado Brasileiro de Registros Bibliográficos. Esses esforços visam também à padronização da base de dados das instituições brasileiras de ensino e pesquisa, incluindo suas bibliotecas ou centros de informação, participantes desses serviços tradicionais do Ibict.

O termo “Pinakes” também refere-se ao Catálogo Integrado Brasileiro de Registros Bibliográficos, cujo propósito é centralizar os registros bibliográficos técnico-científicos, tanto nacionais quanto internacionais, presentes nos acervos das instituições brasileiras de ensino e pesquisa organizados no CCN e no Bibliodata. Em 2021, esses dois serviços, em conjunto, disseminaram mais de 4 milhões de registros bibliográficos. Uma vez integrados ao Catálogo Pinakes, esses registros podem ser amplamente acessados e consultados por qualquer usuário. Além disso, por meio do Comut, os usuários podem verificar a possibilidade de acesso ao conteúdo das publicações desejadas.

A reestruturação desses serviços bibliográficos tradicionais, aliada ao desenvolvimento do Catálogo Pinakes e à busca por maior interoperabilidade entre os sistemas, permitirá ao Ibict explorar novas funcionalidades para atender às necessidades dos usuários. Essa busca por inovação é uma constante na história do Ibict desde sua criação como Instituto Brasileiro de Bibliografia e Documentação (IBBD), contribuindo para o progresso da Biblioteconomia e da Ciência da Informação no Brasil e mantendo o instituto como líder no campo. 


Histórico do Projeto Pinakes

Nos últimos anos, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict) tem dedicado esforços significativos à reestruturação de seus serviços bibliográficos tradicionais. Essa iniciativa está alinhada com as metas estabelecidas no Plano Diretor da Unidade (PDU) 2018-2022, sendo uma das principais metas do Programa Brasileiro de Bibliografia e Documentação, que está sob a supervisão da Coordenação de Serviços Bibliográficos (Cobib) na Coordenação-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos Consolidados (CGPC).

A partir de recursos extraorçamentários destinados ao desenvolvimento de pesquisa, o Instituto deu início à reestruturação dos serviços bibliográficos tradicionais no final de 2019. Essa iniciativa é fundamentada em estudos em andamento conduzidos pela Cobib e é denominada Projeto Pinakes, abrangendo um conjunto de ações necessárias para alcançar esse objetivo.

Conheça também: